A DPU (Defensoria Pública da União) recomendou ao Ministério da Saúde nesta terça-feira (26) a implementação em caráter de urgência de um Sistem

a Unificado de Controle da Fila de Vacinação, conforme previsto no Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação Contra Covid-19.

“Pessoas e grupos que desrespeitam a ordem prioritária de vacinação, não raras vezes com a complacência de agentes públicos, causam danos diretos e indiretos à saúde individual e coletiva das populações vulneráveis" diz a recomendação. Desta forma, indica o texto, os que descumprem a ordem de prioridades "aumentam a morosidade do processo de vacinação e expandem o tempo de espera sem imunização, aumentando o risco de contaminação, agravamento e óbito nesse interregno”.

Houve locais em que foi necessário recorrer à Justiça para garantir a transparência na vacinação e evitar fraudes. Em Manaus, a DPU conseguiu que fossem publicados diariamente a lista dos vacinados após entrar com uma ação civil pública junto com outras instituições de justiça.